Attila Blascsák é um dos primeiros usuários da CodeBerry que mudou sua carreira e se tornou um desenvolvedor web depois de estudar conosco. Tivemos uma conversa com Attila sobre como ele chegou aqui, o que ele aprendeu e as dificuldades de encontrar um emprego como desenvolvedor júnior.

Quando alguém perguntava sobre sua profissão há alguns meses, como você respondia?

Eu costumava dizer que meu trabalho era com redes em serviços de TI, o que significa que eu ajudava grandes empresas a entrar na internet. Nossa tarefa ia de assegurar de que o roteador chegasse ao cliente até realmente fazê-lo funcionar.

E qual é sua resposta agora?

Sou desenvolvedor de interface de usuário de frontend no EPAM. Eu trabalho em uma equipe maior, desenvolvendo um aplicativo baseado principalmente em tecnologias frontend e projetando a interface do usuário. Uso HTML, CSS e JavaScript diariamente.

Isso parece ótimo! Então, programação não era algo novo para você? Você já tinha alguma experiêcia programando antes?

Sim, comecei a usar HTML e CSS durante o ensino fundamental. Mais tarde, no ensino médio, usávamos Python o tempo todo, contando com um livro bem antigo. Eu precisei parar de fazer isso porque as bibliotecas citadas pelo autor não existiam mais, então não tinha como fazer as tarefas. 🙂

De onde veio a vontade de aprender desenvolvimento web?

Durante o meu último ano do ensino médio, dois caras me abordaram, dizendo que precisavam de desenvolvedores web para sua startup. Naquela época eu não tinha ideia do que eu estava prestes a me meter, mas eu disse sim e logo peguei o jeito.

No fim das contas, terminamos o projeto, mas o desenvolvimento web chamou minha atenção, então continuei aprendendo sozinho. Finalmente, cheguei a um beco sem saída na primavera, quando senti que não podia mais continuar sozinho e que precisava de um professor.
Foi assim que encontrei a CodeBerry. 🙂

Há quanto tempo você estuda com a CodeBerry?

Desde junho de 2016.

E você tem gostado? Quais são os pontos mais fortes?

Para ser honesto, não havia uma quantidade enorme de novas informações, mas o curso foi ótimo para relembrar meu conhecimento. Os mentores me ajudaram muito. Essa foi, provavelmente, a melhor coisa. Ter alguém para discutir seus problemas é uma enorme vantagem.

É muito bom ouvir isso. Agora é o começo do outono, o que significa que você ganhou conhecimento suficiente em 3 meses para encontrar um emprego. Quanto tempo você demorou para encontrar um? (a entrevista aconteceu em setembro de 2016)

Na verdade, eu nem decidi começar a procurar emprego ainda. 🙂 Criei um perfil no LinkedIn em que informei que estava estudando para me tornar um desenvolvedor júnior e adicionei minhas novas habilidades também. Duas semanas depois, a EPAM entrou em contato comigo. Eu ia criar um portfólio antes de procurar um emprego, mas a EPAM foi mais rápida. Eles me convidaram para uma entrevista imediatamente.

Eu iria perguntar se a pesquisa foi difícil, mas acho que podemos ignorar essa pergunta.

É, né? (risos)

Qual é o seu próximo passo? Que direção você está tomando?

O ambiente React é o meu favorito atualmente. Eu gostaria de aprender mais sobre isso no próximo período.
Também é um grande sonho meu ensinar programação de alguma forma. Dando palestras ou participando de algum programa mais específico, eu ainda não sei, nem sei como isso vai acontecer, mas tenho certeza que isso vai acontecer de alguma forma.

Como um estudante experiente, você tem alguma dica para quem está começando a programar?

Acho importante entender que o processo de aprendizado não pode ser acelerado. A programação é um grande desafio. Não é fácil no começo. Mas quando você pegar o jeito e entender a lógica, tudo fica claro. A partir daí tudo se acelera. 🙂

Na série “Histórias de Sucesso da CodeBerry” falamos com nossos alunos que já mudaram suas carreiras e agora trabalham como desenvolvedores. Se você está curioso para saber o que eles fizeram para conseguir isso, fique ligado nos próximos episódios!

Você gostaria de aprender a programar? Venha e experimente nossas primeiras lições gratuitamente na Escola de Programação CodeBerry.